Afinal, o que é terçol no olho e como tratar?

3 minutos para ler

Você sabe o que é terçol no olho? Conhecido também como Hordéolos, é uma inflamação que afeta as glândulas Zeis ou Mol, situadas na borda das pálpebras externas, e que pode se manifestar nas glândulas Meibomius — na região interna, chamada de calázio.

Ele se manifesta em forma de caroço, ardência, coceira e inchaço, geralmente com a aparência parecida com a de uma espinha. Como essa doença, na maioria dos casos, costuma aparecer e sumir voluntariamente, ela acaba não preocupando tanto as pessoas.

No entanto, é importante deixar claro que essas inflamações podem se tornar bastante dolorosas e sua ocorrência pode gerar algumas complicações. Pensando nisso, elaboramos este post para esclarecer as principais dúvidas sobre essa condição. Confira!

Causas do terçol

O terçol surge quando as glândulas que produzem a parte lipídica da lágrima são obstruídas, tendo como principais causas:

  • mal funcionamento da glândula, provocando o acúmulo de substâncias;
  • infecção bacteriana;
  • blefarite, que é uma doença que provoca inflamação na borda da pálpebra, no local onde nascem os cílios;
  • excesso de oleosidade na região dos olhos.

Fatores de risco

Além das principais causas, existem alguns casos que podem aumentar a incidência do terçol, são eles:

  • fase da adolescência, devido o aumento da oleosidade da pele provocada pela desregulação hormonal;
  • terceira idade;
  • uso de lentes de contato não higienizadas;
  • toque nos olhos com as mãos sujas;
  • cosméticos fora da data de validade;
  • dormir com maquiagem.

Principais sintomas

Agora que você já sabe do que se trata essa inflamação, é importante conhecer os seus principais sintomas. Entre as características mais marcantes do transtorno, pode-se citar o (a):

  • inchaço ou caroço vermelho nas pálpebras;
  • presença de pus;
  • dor na região;
  • visão embaçada;
  • calor e vermelhidão;
  • lacrimejamento;
  • sensibilidade à luz.

Cuidados que devem ser realizados

Na maioria dos casos, o terçol melhora sozinho, mas nada impede que medicamentos sejam prescritos pelo médico nas situações mais graves. Para atenuar os sintomas, você pode realizar uma boa higiene da região infeccionada, evitando o acúmulo de secreções, assim como fazer compressas de água morna sobre o local, por cerca de dez minutos, no mínimo duas vezes ao dia.

Além disso, no caso do aumento de oleosidade da pele e blefarite, o profissional pode indicar um tratamento mais específico, a base de pomadas ou colírios, compostos por anti-inflamatórios e antibióticos.

Além disso, alguns hábitos devem ser evitados, por exemplo:

  • utilizar lentes de contato, tendo em vista que o hordeólo pode soltar pus e contaminar a lente, gerando risco para usos futuros;
  • espremer o caroço, já que isso pode piorar a inflamação;
  • usar maquiagem no olho, considerando que ela pode estimular a obstrução da glândula.

Agora que você já sabe o que é terçol no olho, conhece suas principais causas, sintomas e cuidados, não deixe de sempre buscar atendimento médico, já que ele é o profissional capacitado para indicar os melhores tratamentos e cuidados. Além disso, é importante se prevenir com práticas simples, como sempre lavar as mãos e manter as lentes de contato sempre limpas.

 Achou este conteúdo interessante? Então, aproveite a visita e leia também sobre como funcionam as consultas online!

Posts relacionados

Deixe uma resposta