Guia: conheça a importância da consulta pediátrica constante

18 minutos para ler

Muitos pais só levam seus filhos à consulta pediátrica no caso de aparecimento de sintomas e sinais que possam indicar que eles tenham adquirido algum tipo de doença.

Esse é um erro comum, já que consultas periódicas são fundamentais para proporcionar uma boa saúde a criança, por meio de ações preventivas, orientações sobre hábitos de vida adequados, avaliação quanto ao cronograma de vacinação e demais ações importantes para seu crescimento e desenvolvimento.

Como o pediatra é o profissional adequado para acompanhar todas as etapas da vida da criança, promover e prevenir doenças e direcionar sobre os cuidados necessários, vamos mostrar a importância de contar com seu auxílio frequente. Confira!

Qual a importância da consulta pediátrica de forma constante?

O pediatra é o médico responsável por cuidar da saúde da criança e do adolescente, desde os primeiros dias de vida até os 18 anos de idade, e que orienta a família a respeito de qualquer dúvida ou problema a respeito dos seus bem-estar.

Trata-se de uma das áreas da medicina que mais se costuma exigir conhecimento técnico, considerando que grande parte dos pacientes não conseguem expressar o que estão sentindo.

O acompanhamento pediátrico engloba, além das queixas e sintomas, a atenção com quatro fatores relacionados à saúde da criança: crescimento, desenvolvimento, alimentação e vacinação, tendo em vista que são esses cuidados que garantem que está ocorrendo tudo bem conforme cada etapa e idade. Entenda melhor sobre cada um deles a seguir.

Crescimento

Abrange a avaliação sobre o ganho de peso e de estatura, comparar os dados obtidos com as medidas observadas as consultas anteriores e correlacionar com o esperado para a idade, por meio das curvas de crescimento. Apesar de parecer ser uma tarefa simples, monitorar o desenvolvimento oferece informações relevantes sobre a saúde da criança, estilo de vida e eventuais doenças.

Desenvolvimento

Está ligado à avaliação de habilidades motoras, cognitivas e de interação social, por exemplo, andar, falar e demais atributos esperados para idade. Averiguar se o menor está alcançando os marcos dessa fase engloba uma observação cuidadosa pelo médico pediatra, coleta de informação dos familiares e, se preciso, informações escolares.

Alimentação

Procurar oferecer uma alimentação saudável aos filhos deve integrar o dia a dia de qualquer família. Na infância, cabe ao pediatra avaliar os hábitos alimentares das crianças e orientar os genitores a respeito dos alimentos apropriados e não recomendados para cada idade.

Muitos pais trazem da própria criação práticas de alimentação pouco saudáveis, que necessitam de instrução especial para serem mudadas, com a finalidade de não afetar a saúde e qualidade de vida dos filhos.

Vacinação

A importância da vacinação na infância é indiscutível, considerando que a imunização previne e evita diversas doenças e seus efeitos para as crianças. Isso ocorre porque os menores, principalmente recém-nascidos, têm um sistema imunológico mais vulnerável que os dos adultos.

Controlar o cartão de vacinação e mostrar quais estão atrasadas também faz parte dos cuidados realizados na consulta pediátrica.

Além disso, o pediatra pode indicar outras vacinas que ainda não compõem parte do calendário do Ministério da Saúde, mas que estão disponíveis na rede de saúde privada. Ele vai analisar possíveis situações nas quais uma vacina não é recomendada ou precisa ser substituída, como nos casos de baixa imunidade ou alergias.

Todos esses dados devem ser reunidos e estudados de forma periódica, dessa forma, as consultas realizadas pelo mesmo pediatra não são substituídas por visitas ao pronto atendimento, que deve acontecer somente em situações de urgência e doenças, já que nessa área a finalidade é solucionar um problema agudo, ficando o acompanhamento em segundo plano.

Quais sãos as especialidades encontradas do médico pediatra?

Apesar de a maior parte dos pediatras se dedicarem apenas da prestação de cuidados primários, muitos profissionais escolhem por continuar a especialização em outros ramos, como:

  • cardiologia pediátrica;
  • doenças infeciosas;
  • endocrinologia pediátrica;
  • gastroenterologia pediátrica;
  • hematologia pediátrica;
  • medicina de emergência pediátrica;
  • medicina do adolescente;
  • medicina perinatal;
  • nefrologia pediátrica;
  • oftalmologia pediátrica;
  • oncologia pediátrica;
  • pediatria neonatal;
  • pneumologia pediátrica;
  • reumatologia pediátrica.

Com qual frequência criança precisa ir à consulta pediátrica?

A regularidade das consultas vai assegurar que a criança cresça da melhor forma possível. Em meio a uma rotina atarefada, é necessário se organizar previamente, de modo a cumprir o calendário de consultas, separando um tempo adequado para essa atividade.

A quantidade de visitas ao pediatra será definida por ele, mediante análise individual de cada caso, apesar de existir uma regra estabelecida pela Sociedade Brasileira de Pediatria, conforme os números abaixo:

  • 5, 15 e 30 dias de idade: 3 vezes no mês;
  • 2 aos 6 meses: 1 vez ao mês;
  • a partir dos 7 meses: 1 vez a cada 2 meses;
  • a partir dos 2 anos de idade: 1 vez a cada 3 meses;
  • a partir dos 6 anos de idade: 1 vez por semestre;
  • dos 7 aos 18 anos de idade: 1 vez ao ano.

Quais são os exames mais comuns?

O intuito de prescrever exames de rotina para as crianças é o de identificar desde cedo, principalmente naquelas com histórico familiar e demais fatores de risco, alterações laboratoriais para que estratégias preventivas sejam aplicadas e o problema seja evitado ou reduzido. Conheça quais são os exames mais comuns!

Parasitológico de fezes

O exame de fezes é uma avaliação importante nessa fase da vida, pois ajuda a detectar a presença de vermes e parasitas. Dessa forma, sempre que houver suspeitas, por meio de sintomas como alteração nas fezes, dor de barriga, emagrecimento, coceira na região do ânus, magreza e demais, é indicada a realização do exame.

Ele também pode ser feito a partir da observação dos pais de gordura ou sangue no momento da evacuação, no qual relatam ao pediatra. Existem também casos em que o médico suspeita de alguma doença crônica, sendo preciso realizar uma pesquisa de substâncias específicas presentes no material.

Urina

Esse tipo de exame tem como objetivo detectar possíveis infecções, presença de açúcar, perda de proteína e alterações assintomáticas que estejam relacionadas com problemas renais. É fundamental que as crianças realizem esse que é um dos exames mais comuns na infância, principalmente nos casos de ardência ao urinar.

Sangue

É importante que uma criança saudável faça esses exames pelo menos uma vez ao ano, até porque, é constante na infância a ingestão de alimentos gordurosos, como biscoitos, chocolates, balas, chicletes, entre outros. Além disso, o pediatra procura identificar anemias e predisposição a diabetes. Os exames de sangue mais comuns são:

  • hemograma: é um dos exames mais importantes, pois ele auxilia no rastreamento de indícios de anemia, níveis de plaquetas e células de defesas;
  • creatinina e ureia: mostra se os rins da criança estão funcionando corretamente, tendo em vista que eles têm como função filtrar o sangue, eliminando as toxinas como a creatinina e ureia. Se seus valores estiverem acima do normal, pode significar que os rins não estão exercendo sua função como deveria;
  • glicemia: serve para mensurar o nível de glicose no sangue e exibir a probabilidade da criança desenvolver diabetes;
  • hepatograma: avalia o fígado por meio dos exames conhecidos como TGP e TGO, que verificam a saúde das células hepáticas. Dessa forma, valores muito altos nesses exames podem significar que existem lesões no fígado, por exemplo, hepatites;
  • perfil lipídico: analisa o metabolismo relativo ao colesterol e às gorduras;
  • anticorpos para hepatites: avalia a necessidade de reforço ou vacinas para hepatites A e B. Também identifica doenças que, em certas situações, não apresentam sintomas;
  • teste de intolerância e de alergias: mostram se a criança é intolerante ou alérgica a certas substâncias.

Cardiológico

 É feito em crianças que vão realizar algum tipo de atividade física, principalmente nos casos em que ela apresenta problemas congênitos no sistema cardiovascular ou incômodos como palpitação e dor torácica.

Oftalmológico

Caso ocorra alguma queixa específica, como dor de cabeça ou dificuldades para enxergar, o ideal é encaminhar a criança para uma avaliação oftalmológica.

Além disso, é importante atentar ao longo do crescimento do bebê se ele acompanha os objetos com o olhar ou se existe suspeita de alguma infecção congênita provocada por rubéola ou toxoplasmose. Nesse caso, o pequeno pode apresentar déficit visual.

Audição

Algumas ações podem apontar o problema. Por exemplo, pouca ou falta de atenção às conversas ou atenção ao extremo, pedido frequente para repetir o que foi dito por terceiros e proximidades exageradas do computador, televisão, entre outros. Muitas vezes pode estar acontecendo uma diminuição temporária na audição por motivos de secreções acumuladas após uma gripe.

No entanto, caso não seja temporário, o problema pode ser diagnosticado com um exame de audiometria. A má audição influencia na alfabetização e integração social da criança, e somente o médico otorrinolaringologista pode recomendar o tratamento ideal para a questão.

Emocional

Mudanças no comportamento como ansiedade, agressividade, fobias, timidez, distúrbios na fala, tristeza constante, ciúmes, entre outros, são indicativos de que algum problema está afetando a criança. Nesse caso, a solução é o encaminhamento para avaliação e orientação psicológica para pais e filhos.

Quais são as principais vantagens da consulta pediátrica de rotina?

O médico pediatra vai avaliar a criança de acordo com suas principais características, voltando sua atenção para todo os fatores que possam provocar doenças ou alterações no seu desenvolvimento, assim como realizar medidas para a promoção da saúde, instruções e ações que tenha como fotos propiciar saúde.

Graças aos benefícios e a segurança de saber que está tudo bem com a saúde da criança, a realização de consulta pediátrica frequente vem aumentando. Entre as principais vantagens desse hábito, podemos citar:

  • prevenção e identificação de possíveis doenças com rapidez, aumentando as chances de cura;
  • avaliação completa do organismo;
  • melhoria do bem-estar;
  • identificação precoce de outros problemas que afetam crianças e adolescentes, por exemplo, problemas comportamentais;
  • certificação da vacinação correta e adequada etc.

Por que você não deve esperar a criança apresentar um sintoma para levá-la ao pediatra?

Procurar por atendimento médico apenas nos casos de doença é um erro que pode impactar seriamente a saúde e prevenção de enfermidades da criança. Na fase de desenvolvimento, acompanhar cada etapa é muito importante, já que esse é um período delicado para fazer diagnósticos precoces e para intervenções bem-sucedidas.

Além disso na infância, são criados hábitos que serão levados para a vida adulta, como a prática de exercícios físicos, o padrão alimentar, a interação social e o desempenho escola. Todos esses pontos também são abordados pelo pediatra, que é qualificado para instruir a família acerca das práticas adequadas.

Quando seu filho é bem acompanhado pelo médico pediatra, o profissional consegue criar parcerias efetivas com a criança, por conquistar sua confiança e com a família, pelo contato frequente. Em muitas situações, o médico também pode estabelecer o vínculo com a escola, requisitando informações sobre o comportamento e desempenho, além de orientar sobre cuidados específicos com o menor.

Ou seja, é uma prática essencial para a abordagem do bem-estar a criança em vários âmbitos, é o médico pediatra é o responsável por coordenar essa atenção e cuidado.

De que forma é possível escolher um bom médico pediatra?

É claro que todos os pais buscam oferecer o melhor para seus filhos, e essa preocupação se estende quando é necessário realizar a busca por um bom médico pediatra. No entanto, devido a competitividade e o grande número de profissionais disponíveis no mercado, como escolher aquele que vai melhor atender às necessidades e expectativas da criança e da família?

Buscar indicações de parentes e amigos é uma boa ideia, principalmente entre aquelas pessoas que têm o mesmo estilo de criação ou crianças com idades parecidas às dos seus filhos. Perguntar sobre pediatras para outros profissionais de sua confiança também é uma alternativa para encontrar o melhor médico.

Além disso, a maioria dos planos de saúde disponibilizam em suas páginas na internet informações a respeito dos currículos dos profissionais que integram sua equipe, o que pode ajudar na escolha do pediatra, por mostrar dados de formação acadêmica, suas especializações e se ele tem buscado se atualizar na área.

Outra medida interessante é marcar um horário para conversar com o médico pediatra, com o objetivo de esclarecer dúvidas, conhecer seu escritório, avaliar sua postura profissional é criar um vínculo de confiança.

Como garantir a efetividade das consultas realizadas?

De nada vai adiantar levar a crianças à consulta pediátrica constante e não manter bons hábitos de saúde ou deixar de seguir as orientações médicas. Então, para que essa prática tenha sempre resultados positivos, é essencial respeitar todas as instruções do médico pediatra.

Além disso, o cartão de vacinação do seu filho deve estar em dia, até mesmo porque nas consultas, o pediatra sempre o solicitará para verificar se as doses foram tomadas nas datas corretas e realizará os lembretes necessários das próximas.

A criança também precisa ter um dia a dia agradável e tranquilo, que inclua se alimentar de forma saudável, estar com a higiene em dia, estudar, brincar, dormir bem e outras ações simples que colaboram bastante para a preservação da saúde plena e um ótimo desenvolvimento físico, mental e motor.

Como fazer agendamentos e prontuários de forma online?

Para conquistar a satisfação e fidelização dos pacientes, é muito importante oferecer um serviço de saúde de qualidade e organizado.

Para isso, diversas estratégias podem ser utilizadas, entre elas, a utilização de um software eletrônico que possibilita o acesso por meio da plataforma online do consultório, onde o paciente pode escolher a data horário e por qual profissional deseja ser atendido.

O programa, então, envia uma mensagem de confirmação para o paciente com todos os dados importantes relativos às consultas. Isso contribui para a agilização dos processos internos da clínica.

Além disso, contar com um prontuário eletrônico, integrado ao sistema de agendamento online, oferece mais vantagens ainda. Isso porque todas as informações sobre o histórico de consultas do paciente, diagnóstico, resultados de exames, tratamentos indicados, entre outros ficaram armazenados de maneira digital, possibilitando o acesso dos médicos e demais membros da equipe de maneira ágil e segura.

Isso garante um tratamento mais eficiente, objetivo, além de contribuir para que o paciente não fique preso ao telefone para marcar um simples atendimento, atraindo as pessoas que buscam por praticidade em seu cotidiano.

O agendamento e prontuário online podem gerar diversos benefícios tanto para os pacientes quanto para os profissionais. Veja quais são os principais deles.

Redução de falhas e ausências

Normalmente, os recepcionistas de um consultório ou clínica médica ficam muito sobrecarregados. Em meio a tantas tarefas, acabam ocorrendo falhas e mal-entendidos, como consultar anotadas com data errada, marcação de atendimento para dois pacientes ao mesmo tempo e demais.

 Com o atendimento online, isso deixa de ser um problema, tendo em vista que o relatório de marcação de consulta é registrado diretamente na agenda do profissional escolhido.

Minimização dos custos e maior segurança

O sistema de agendamento online propicia uma grande economia com folhas de papel, tintas para impressão e em espaço físico para arquivamento dos dados.

Além disso, é possível economizar também nas contas telefone, considerando que a ferramenta envia mensagens de confirmação de consulta sem que seja preciso ligar para cada paciente, contribuindo para a queda do índice de desistências, ausências e aumento dos retornos.

O software também fornece o registro de dados em prontuário eletrônico com armazenamento em nuvem ou em servidor interno. Dessa forma, as informações são criptografadas, tornando-se mais seguras.

Diminuição da fila de espera

Quando uma pessoa liga para o consultório para fazer um agendamento via telefone, nem sempre vai lembrar corretamente dos seus compromissos e, ao não encontrar a data que havia pré-definido disponível, acaba procurando outro local com o intuito de evitar uma espera muito longa.

O agendamento online permite que ele acesse livremente os horários e dias disponíveis e escolha aquele que é compatível com sua rotina. Caso não encontra o horário desejado, pode navegar quantas vezes quiser na página e observar as desistências, sem ter que ligar constantemente para o consultório.

Melhoria no controle do fluxo e perfil dos pacientes

Um software integrado e que reúna o agendamento online, cadastro e prontuário eletrônico possibilita um acesso rápido ao perfil e histórico completo dos pacientes. Dessa forma, é possível oferecer um atendimento personalizado.

Além disso, esse mecanismo permite a compreensão do fluxo de pacientes e realizar estimativas precisas sobre a quantidade e tempo de atendimentos diários, semanais e mensais. Essas informações são relevantes para aprimorar o gerenciamento de horários e distribuição de tarefas entre membros da equipe.

Maior simplicidade e flexibilidade

Nem todas as pessoas podem fazer ligações em horário comercial e, em muitos casos, não consegue falar com o recepcionista das clínicas em horário de almoço. Assim, uma das maiores vantagens do agendamento online para o paciente é poder realizá-lo a qualquer hora do dia, utilizando até mesmo um dispositivo móvel.

Informações como valor da consulta particular, planos de saúde cadastrados no consultório, procedimentos ambulatoriais e marcação de exames também podem ser encontradas na plataforma.

Aumento da qualidade do atendimento

Se telefonar para o consultório significa esperar mais tempo do que o necessário somente para marcar uma consulta, com certeza a implementação do prontuário eletrônico que ofereça o recurso de agendamento online é a melhor alternativa.

Afinal, ninguém gosta de esperar, especialmente do outro lado da linha. Por meio do sistema de agendamento online, o paciente que fica responsável por agendar sua própria consulta, eliminando a necessidade de fazer ligações e permitindo que a equipe atue em outras atividades do negócio, oferecendo um serviço com mais qualidade.

Cada dia que passa surgem novos aplicativos oferecendo a possibilidade de agendamento online e prontuário eletrônica, facilitando a vida dos pacientes.

É muito importante que os pais percebam a necessidade dos seus filhos de realizarem consultas pediátricas frequentemente, principalmente nos primeiros anos de vida. Afinal, um acompanhamento adequado em relação ao crescimento e desenvolvimento, esclarecer as principais dúvidas que podem aparecer em cada etapa e receber as orientações adequadas é primordial para que a criança possa desfrutar da infância da melhor forma possível.

Agora que você já sabe a importância da consulta pediátrica constante para seus filhos, entre em contato com a gente e veja como nossos serviços contribuirão para que você encontre os profissionais adequados e usufrua de outras vantagens que facilitam o processo de marcação de consultas.

Posts relacionados

Deixe uma resposta